Na sexta-feira (03), o Governador João Dória (PSDB), anunciou que os Espaços Culturais devem reabrir no Grande ABC no dia 28 de julho. No entanto, a concretização da medida dependerá do bom andamento da Fase Amarela do Plano SP – que se inicia na próxima segunda-feira.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patricia Ellen, serão autorizados a reabrir cinemas; teatros; museus; bibliotecas; entre outros espaços culturais, após um mês de estabilidade na fase amarela. Patricia ainda informou que “os eventos terão de contar com público sentado, seguindo o distanciamento. E funcionar em capacidade máxima de 40% de público e funcionamento reduzido de 6 horas”.

Continua Após a Publicidade

Além disso, a compra do ingresso deverá ser feita de forma antecipada, bem como os assentos serão marcados e será proibido o consumo de bebidas e alimentos durante os eventos. Os eventos maiores, com o público em pé, como por exemplo feiras e shows, só serão permitidos após quatro semanas de estabilidade da fase 3 – a princípio está previsto para o dia 12 de outubro. No entanto, o acesso livre a estes tipos de eventos, só será permitido quando houver a vacina contra o coronavírus.

Segundo Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional, os números da pandemia têm diminuído em todo o Estado. Os índices de internações e casos caíram 5%, enquanto os óbitos diminuíram em 17%.

FASE AMARELA

Nesta segunda-feira (06), bares e restaurantes, além de salões de beleza e academias, estão autorizados a retornarem – respeitando seus respectivos protocolos de segurança. Os estabelecimentos de alimentação, podem funcionar por até seis horas por dia, com 40% da capacidade de funcionamento e distanciamento entre os assentos. Os shoppings e salões de beleza também passam a funcionar seis horas por dia, continuando obrigatório o uso de máscara em qualquer comércio e espaço público.

Contudo, as academias permanecem com o funcionamento restrito, como explica Patricia Ellen. “Nesta etapa o que pode ter é uma ocupação máxima de 30%, funcionamento máximo de 6 horas e apenas as atividades individuais são permitidas. Tem de ter também agendamento prévio e uso de máscaras, além de limpeza intensificada dos equipamentos e restrição do uso de vestiários”.