No último domingo (6), houve o processo eleitoral para apuração dos novatos no Conselho Tutelar de Ribeirão Pires, os conselheiros, irão obedecer o mandato de 2020 até 2023.

\"CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE\"

A eleição foi realizada das 8h às 17h, em diferentes pontos da cidade, como: Ouro Fino (CRAS); Quarta divisão (CRAS); Jardim Caçula (CRAS); Parque Aliança (E.M. Comendador Abdalla Chiedde) e Santa Luzia (E.M. Pastor Antônio Cumpian Silva), além da Câmara Municipal dos vereadores, no centro da cidade.

Os eleitos são: Maria Ferreira dos Santos (299 votos), Léia Brandão de Souza (296 votos), Rita da Silva Carlos (274 votos), Maria Lúcia da Silva (249 votos) e Fabiana Costa Souza (187 votos). Os candidatos restantes, foram eleitos como suplentes: Maria Fátima Evangelista, Denise Aparecida Condutta Carlos, Lidiane Santana Pereira da Silva, Maria Aparecida dos Santos e Bruna Andrade Pelinson.

O supervisionamento das votações, foi feito não só por profissionais do Ministério Público, mas também por fiscais indicados pelos próprios candidatos para cada local de votação.

O objetivo dos membros do Conselho Tutelar, é representar a sociedade zelando pelo fiél cumprimento da lei, para com os direitos das crianças e dos adolescentes. Em Ribeirão Pires, os conselheiros tutelares ganham o salário de R$ 1.408,97 mais benefício vale alimentação de R$ 206,98.