Na manhã da terça-feira (1), uma mulher no ponto de ônibus do Jardim Caçula em Ribeirão Pires, foi surpreendida pelo seu ex-marido que segundo ela, a obrigou a entrar no carro e em seguida ameaçou-a com uma arma de fogo.

Continua Após a Publicidade

De acordo com a vítima, o investigado portando uma pistola de cor preta, disse: “se você não for ficar comigo, não vai ficar com mais ninguém, se eu souber com quem você está, eu te mato e depois me mato, porque eu te amo”.

Enquanto juntos, o casal teve três filhos, no entanto atualmente estão morando em casas distintas, mesmo que no mesmo bairro.

O acusado, ainda tomou o celular da mulher, declarando que passaria a controlar os seus contatos e não devolveria à ela o aparelho.

A vítima deseja não só processar o ex-marido, mas também receber uma medida protetiva para que o investigado não se aproxime e nem mantenha contato com ela.