Depois de 50 dias internada no hospital Estadual Mário Covas, em Santo André, Maria Eduarda de Lima Castilho, 5, que foi baleada pelo seu pai no dia 3 de julho, recebeu alta nesta terça-feira (20).

Continua Após a Publicidade

Segundo informações do boletim de ocorrência, Ana Paula, mãe da menina, decidiu se separar do pai, mas o homem não aceitava a separação. Ana Paula foi atingida de raspão no braço, passou por procedimento cirúrgico mas logo recebeu alta. O pai, Alexandre Castilho, se suicidou em seguida.

A menina recebeu os primeiros socorros na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Zaíra, com a avaliação dos médicos de que o caso era grave, foi encaminhada junto a uma equipe de Suporte Avançado do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para o Hospital Mário Covas.

Durante os 50 dias internada, a menina permaneceu por algum tempo na UTI. A criança ainda terá que realizar sessões de fisioterapia para ajudar na recuperação. Apesar da gravidade do caso, a evolução do quadro clínico de Maria Eduarda proporcionou sua alta.