A Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Ribeirão Pires (ACIARP) quer impedir que o Diário de Ribeirão Pires faça a tradicional cobertura da 13ª edição do Festival do Chocolate. A ordem partiu da gerente da entidade, Valéria Santos, Que em reunião realizada com membros da prefeitura nesta semana alegou que o DiarioRP não poderia participar.

A retaliação por parte da Associação Ribeirão-pirense vem por conta da publicação de uma matéria sobre um assassinato, em que o acusado é o genro de Valéria. Sua filha, que também era funcionária da entidade, teria iniciado uma relação extra-conjugal com um colega de trabalho. Ao descobrir, o marido dela -genro de valéria- mandou matá-lo. Relembre o caso.

Valéria ainda diz aos quatro cantos, inclusive dentro das paredes da entidade, que “Vai se vingar” do jornalista que escreveu a matéria, Rafael Ventura, e que ele “vai pagar ela pelo o que fez”. A decisão de censurar um veículo jornalístico de fazer o seu trabalho também foi amparado pelo atual presidente da entidade, Gerardo Sauter, que através de telefone com um membro de nossa equipe disse que “ela está certa” e “o que você fez com ela e com a ACIARP não se faz com ninguém”, se referindo a matéria publicada e desligando o telefone logo em seguida.

“É triste que as pessoas levem seu problemas pessoais para dentro do meio profissional. Na semana passada estive na Aciarp e essa senhora, ao me ver, bateu uma porta na minha cara. É mais triste ainda que as pessoas tentem retaliar jornalistas apenas por cumprir a sua função constitucional que é informar”, disse Rafael Ventura, Diretor de Jornalismo do DiárioRP.