Furtas escolas em Ribeirão Pires virou um crime recorrente. Na madrugada da última sexta-feira (26), a Escola Estadual Professor João Gaudêncio Mainine, no Jardim Aymoré, foi a terceira instituição de ensino a ser furtada na Estância.

Como nos outros dois casos deste mês, computadores foram furtados. Ao todo, cinco computadores e um notebook, avaliados em pouco mais de mil e oitocentos reais, foram levados da escola. Uma funcionária do local disse que o cadeado do portão que dá acesso ao pátio estava quebrado, assim como as portas da secretaria e da direção, onde estavam os eletrônicos. A caseira da escola afirmou que não ouviu nenhum barulho durante a madrugada e só percebeu o que havia acontecido por volta das 6h da manhã.

A escola não possui câmeras de segurança para auxiliar na identificação dos autores.