Na última segunda-feira (19), uma munícipe da cidade de Rio Grande da Serra entrou em contato com nossa equipe de reportagem para fazer uma denúncia sobre uma estrada da cidade na qual ela reside.

Osmarina Vasconcelos, de 55 anos afirmou que a Estrada da Maratona, no bairro Sete Ponte, está em estado de calamidade. A rua estaria cheia de barro, com diversos buracos, dificultando o acesso das pessoas seja de carro ou a pé. A munícipe ainda alegou que vive no local há cerca de 15 anos e que nunca a rua recebeu nenhum tipo de manutenção. Ainda segundo a moradora, não existe sequer fio de telefone, nem acesso a internet, deixando os moradores sem qualquer comunicação. “É um absurdo, pagamos impostos e nunca houve nenhuma melhoria nesses 15 anos que vivo aqui. Não consigo comunicação, pois não existe fio de telefone no local”, afirmou.

Osmarina ainda completou que ali não existe coleta de lixo, e com isso o rio que fica próximo do local, que segundo ela, há anos atrás era limpo, está completamente poluído, pois estaria sendo usado como lixeira. “Posso dizer que aqui vivemos na era dos dinossauros, é absurdo como que somos esquecidos pela Prefeitura. Tentei procurar informações para colocar fios de telefone, e fui informada que ficaria no valor de quase R$ 6.000,00, é um descaso porque é obrigação da Prefeitura”, desabafou a moradora. Procuramos a prefeitura de Rio Grande da Serra para prestar esclarecimentos sobre o caso, mas não obtivemos respostas.