blank
Foto meramente ilustrativa

 

Na última semana, o senhor Nereu Himericio Cavalcante, de 59 anos, compareceu à delegacia de polícia, em Ribeirão Pires. Ele alega que foi alvo de um estelionatário, cujo indivíduo (não identificado) se passou por um parente da vítima.

Segundo boletim de ocorrência, na situação, Nereu recebeu uma ligação de um homem que dizia ser seu sobrinho do Paraná, que estava vindo lhe visitar, mas teve seu veículo quebrado no Rodoanel de Mauá, e então foi pedido um valor para depósito de R$ 2 mil, no qual seria utilizado para pagar a manutenção do veículo. O senhor fez a transferência bancária na conta de Laura Leite Oliveira e, poucos minutos depois, recebeu outra ligação do mesmo indivíduo, que desta vez disse estar com outra parte do veículo quebrada, pedindo em seguida mais R$ 4 mil, o que causou estranheza na vítima. Após perguntar diversas coisas pessoais da família, o estelionatário não conseguiu responder, e foi a partir desse momento que o senhor percebeu que se tratava de um golpe.

Ao fazer o boletim de ocorrência, foi descoberto que o endereço da conta bancária na qual foi feito o depósito, era de Uruaçu, Goiás.

O caso segue sobre investigação policial.