20.1 C
Ribeirão Pires
sábado, maio 18, 2024

FIASCO: Após agredir jovem, Lau se diz vítima de perseguição política; Demais vereadores se calam

Nenhum dos outros 16 vereadores se posicionou sobre a acusação do Vereador Lau Almeida contra um jovem morador do Jardim Caçula, na sessão que ocorreu nesta quinta-feira. O ar era de completo constrangimento, mas todos fingiam que nada havia acontecido. A mensagem que oe legisladores passam é que “Está tudo bem fazer o que quiser, que a Câmara vai encobrir”. Em qualquer cidade com vereadores descentes, no mínimo um processa de Cassação por quebra de decoro parlamentar teria sido aberto, mas os nobres vereadores de nossa cidade (que de nobres não têm nada), não têm cassife pra isso, e muito menos coragem.

Apenas o próprio Lau falou sobre o tema. No entanto, ao invés de pedir desculpas e assumir que cometeu um erro, apenas buscou palavras para tentar se vitimizar e tentar descredibilizar a vítima, masao contrário do que tentou, só criou mais provas conta si e o filho. Lau confirmou que o filho (que é menor de idade) realmente havia pego o carro para ir comprar bebida alcoólica em um dos comércios do bairro, mas, ao contrário do que foi contado à polícia, afirmou que o veículo foi emprestado ao filho. Lau também confirmou as agressões contra o rapaz, afirmando que foram defender o filho. Ele também disse que é vítima de perseguição política.

no entanto, Lau já é famoso por envolvimento em brigas. Só no primeiro trimestre como vereador foram pelo menos duas confusões envolvendo agressoes físicas. No dia 4 de janeiro, apenas 4 dias após tomar posse como vereador, Lau já se envolveu em uma briga em frente a casa do irmão. Em certo momento, o vereador ameaçou atirar no rapaz.

Já em março, ele se envolveu em outra briga e chegou a agredir fisicamente uma pessoa com um murro no rosto também sofreu agressão levando um empurrao. Segundo testemunhas, ele estaria embriagado.

Por conta das publicações desses dois casos, Lau iniciou uma série de ataques ao DiárioRP e começou a se dizer vítima de perseguição por parte dos jornalistas do periódico, principalmente Rafael Ventura, Diretor de jornalismo (que vos escreve). Chegou, inclusive, a processar o jornal, acabou perdendo o processo e tenta recorrer. É como escrevi em uma matéria em outubro de 2021. Lau é uma completa piada, e daquelas que não têm graça.

- Advertisment -
[td_block_16 custom_title="MAIS LIDAS" category_id="5212" header_color="#000247"]
error: O conteúdo do Diário de Ribeirão Pires é protegido contra cópia não autorizada
PUBLICIDADE