Município alerta para fatores sociais que podem motivar suicídio

O suicídio pode ser considerado como um ato que o indivíduo comete contra si próprio cuja a intenção é tirar a vida. Entretanto, há fatores sociais por trás de cada realização que influenciam uma pessoa a executar tal ação. 

Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria, as taxas mortes referentes ao suicídio aumentam em períodos de recessão econômica ou desemprego. A assistente social do CAPS (Centro de Apoio Psicossocial) de Ribeirão Pires, Cristiane Theodoro Evangelista, vai além. Segundo ela, diversos outros fatores podem ser elencados. “Situação de violência doméstica, desemprego, histórico familiar, abuso sexual, são outros pontos que implicam nesta relação”, comentou. 

Outros fatores de risco também devem ser levados em consideração. “Se a pessoa já tem um histórico de crises de ansiedade, depressão, ou até mesmo aspectos psicológicos como o desespero e desamparo, é comum que essa pessoa tenha um pensamento suicida e busque o serviço de apoio, através do CAPS”, completou a assistente social. 

Segundo levantamento recente da Secretaria de Saúde de Ribeirão Pires, a projeção é que no final de 2021 haverá um aumento de mais de 50% nos atendimentos relacionados à saúde mental em comparação com o período pré-pandemia.

Por conta deste aumento de atendimentos, Cristiane destaca a importância dos trabalhos desenvolvidos nos CAPS no combate ao suicídio. “Nosso olhar é voltado para o acolhimento, para a pessoa e para  cada área de uma maneira especial. Então, é importante procurar a equipe de saúde mental, que estamos preparados para atendê-los”, finalizou. 

Ribeirão Pires oferece atendimento relacionado a saúde mental através de três Centros de Apoio Psicossociais, são eles: 

CAPS AD – Álcool e Drogas
De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h
Rua Domingos Benzenuto, 12 – Centro
Telefone: (11) 4827-4509

Centro de Apoio Psicossocial Infantil
De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h
Avenida Fortuna, 320 – Centro
Telefone: (11) 4828-1511

Centro de Apoio Psicossocial II – Adulto
De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h
Rua Afonso Zampol, 41 – Centro
Telefone: (11) 4824-3025