A Guarda Municipal de Ribeirão Pires acabou na tarde deste domingo (21) com uma festa clandestina na Chácara do Edi, no bairro São Caetaninho. Cerca de 100 pessoas estavam no local, que não possui Alvará para promover festas, tampouco documentação regularizada. Um show de pagode acontecia na chácara no momento da autuação.

O caso será encaminhado ao Poder Judiciário para que o proprietário seja multado, já que o mesmo não estava no local no momento do flagrante. “Continuamos atuando para garantir o cumprimento do Decreto Estadual e as normas do Plano São Paulo, a fim de evitar aglomerações e tentar conter o avanço da COVID”, comentou o comandante da Guarda Municipal, Sandro Torres.

Última semana

A GCM de Ribeirão Pires encerrou duas festas clandestinas que aconteciam na noite do sábado (06/02).

A primeira, no Centro Hípico Amarelinho, localizado no bairro Tanque Caio. Aproximadamente 500 pessoas estavam no local no momento do flagrante.

O responsável pela festa foi identificado e multado. Os participantes deixaram o local sem que fosse registrado nenhum tipo de confusão.

Do mesmo modo, no bairro Centro Alto, outro estabelecimento que também estava promovendo uma festa clandestina na noite de sábado foi autuado pela Guarda Municipal.

O local, que não possuía alvará para promover shows, estava lotado e desrespeitava as regras sanitárias de distanciamento e comercialização de bebidas alcoólicas após às 20 horas. Os responsáveis foram multados em R$ 10 mil.