blank

Em coletiva realizada na sexta-feira (2), o Governador João Doria anunciou um novo recorde histórico de abertura de empresas no estado de São Paulo. O apurado no mês de setembro foi de 23.205 novos cadastros de pessoas jurídicas, somando-se os números dos 645 municípios paulistas. Esta é a maior marca alcançada desde 1998, ano em que foram iniciados os levantamentos da Junta Comercial do Estado de São Paulo (JUCESP), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e responsável pelos registros mercantis no Estado.

Esta é a 5° alta seguida na abertura de empresas em São Paulo desde abril, período em que foi perceptível a desaceleração devido aos impactos econômicos da pandemia de covid-19. O registro mais recente supera o mês de agosto, quando foram realizadas 22.825 novas constituições empresariais, número que já havia sido o maior em 22 anos.

Continua Após a Publicidade

A JUCESP também registrou o menor número de encerramentos de empresas nos últimos dois meses, com 9.859 baixas. Com isso, o estado contabiliza o maior saldo líquido anual: 13.346 novos CNPJ’s. Comparado ao mês anterior, o saldo é 14,9% maior, com 11.614 cadastros encerrados. O aumento chega a 29% na comparação com setembro de 2019, quando foram abertas 10,3 mil empresas.

Dispensa de tarifa para abertura de novas empresas

Em razão da pandemia do coronavírus, a JUCESP dispensou o pagamento da tarifa para abertura de novas empresas no estado. A medida faz parte do plano de retomada econômica para impulsionar ainda mais o empreendedorismo e estimular a economia, atenuando os impactos na geração de emprego e renda. A medida tem validade até o dia 23 de outubro e contempla todos os tipos jurídicos de empresas.