blank

Um protesto foi realizado nesta quinta-feira (10), após a morte de Igor Oliveira Ribeiro, de 18 anos, em Rio Grande da Serra. A família do jovem acusa a Polícia Militar de ter realizado uma abordagem violenta.

A manifestação começou na Praça da Bíblia, situada na avenida Dom Pedro I. Os manifestantes seguiram pela estrada Guilherme Pinto Monteiro em direção ao trevo da Rodovia SP-122 com a intenção de ocupar um trecho da rodovia. O ato seguiu entre a tarde e a noite desta quinta-feira.

Continua Após a Publicidade

De acordo com um amigo próximo, a vítima morreu durante uma abordagem da PM, ocorrida na avenida Jean Lieutaud, por volta das 19h. Segundo relato, Igor era usuário de maconha e estaria em um ponto de tráfico de drogas no momento da abordagem. A polícia teria ido ao endereço e agredido o jovem e outras duas pessoas com socos e chutes. Um policial teria golpeado Igor na cabeça.

Apesar dos relatos de parentes e amigos, de acordo com o Boletim de Ocorrência, registrado na quarta-feira (9), Igor não possuía indícios de agressão.

Além disso, no B.O. consta que o pai da vítima recebeu uma ligação de um número desconhecido, onde o autor disse ter visto o jovem em um ponto de consumo de entorpecentes. Após ir até o local, o pai teria encontrado o garoto desacordado, o arrastando até a calçada para o atendimento da equipe médica. Embora tenha sido socorrido, Igor não resistiu e veio à óbito ainda no local.   

A PM aguarda o laudo da causa da morte do jovem conforme investigação, para dar novos esclarecimentos.