blank
Prefeitos das sete cidades do ABC decidiram a retomada das aulas particulares junto da rede pública (foto: POLI USP)

Em assembleia realizada nesta terça-feira (11), pelo Consórcio Intermunicipal do ABC, os prefeitos dos municípios de Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo, Mauá, São Caetano e Diadema, decidiram a retomada de aulas particulares em conjunto com a rede pública de ensino.

A decisão segue as medidas e orientações dos Grupos de Trabalho (GTs) Educação e Saúde da entidade regional, que agrupa representantes das pastas das sete cidades da região metropolitana. A intenção é garantir e promover práticas que vão de encontro com as normas sanitárias vigentes no estado e a proteção de profissionais da educação, alunos e seus familiares.

Continua Após a Publicidade

Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André e Mauá já estabeleceram o retorno do ensino público para 2021. As demais cidades do ABC estão avaliando individualmente sua situação epidemiológica e aguardam uma determinação do Governo do Estado de São Paulo para novos posicionamentos.

Ainda não há uma data específica para o retorno das aulas. No entanto, prefeitos já declararam que, pelo menos, na rede municipal não volta mais em 2020. O governo do Estado prevê o retorno para Outubro deste ano, mas somente se a pandemia do novo coronavírus estiver controlada.