A Polícia Civil da seccional de Santo André realizou na manhã desta terça-feira (14) a operação 1791 contra envolvidos no desvio de Hipocloreto de sódio, reagente químico utilizado para purificar a água. A carga é comprada pela Sabesp é usada para o tratamento de água que é distribuída para mais de 27,9 milhões de pessoas no estado de São Paulo.

Ao todo, foram 15 mandados de prisão e outros 27 de busca e apreensão em sete cidades, entre elas, Ribeirão Pires. A investigação começou em agosto de 2019 depois que policiais receberam a denúncia de que a empresa responsável por transportar o produto para as estações de tratamento de água da Sabesp estaria desviando o carregamento para empresas intermediárias e clandestinas, como fabricantes de produtos de limpeza ou receptadores, que compravam e revendiam o produto.

Continua Após a Publicidade

Entre os investigados estão empresários, receptadores e motoristas que desviam parte da carga de hipoclorito de sódio. Eles são suspeitos de crimes são furto, receptação e organização criminosa. Há agravante, pois são crimes cometidos contra órgão público e contra a saúde pública.

Os endereços de destino do cumprimento dos mandados ainda não foram divulgados pela polícia, mas de acordo com a seccional, parte da carga desviada chegou a ser localizada em um galpão com produtos de limpeza e os policiais suspeitam que os produtos tenham sido feitos com este produto desviado da Sabesp.

Além de Ribeirão Pires, foram cumpridos mandados em São Paulo, Guarulhos, Praia Grande, Cubatão, Santos e São Vicente.