Nesta quarta-feira (27), em nota oficial do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, os prefeitos das sete cidades mostraram indignação em relação ao “Plano São Paulo”, apresentado na coletiva de ontem do governador João Dória (PSDB). A princípio, o plano valerá a partir da próxima segunda-feira (01).

Em primeiro lugar, a nota critica o fato da Capital ter tido uma análise separada da Região Metropolitana de São Paulo, sendo colocada na fase 02. Neste momento, a Região do Grande ABC está na fase 01, onde vigora o nível máximo de restrição. Ou seja, serviços não-essenciais fechados.

Continua Após a Publicidade

Do mesmo modo, os prefeitos esperavam que o ABC também recebesse uma análise separada, para possibilitar uma maior reabertura. Por conta disso, uma reunião no Consórcio foi marcada para esta sexta-feira (29), por videoconferência.

Confira, abaixo, como funcionam as fases do plano e a nota, na íntegra, do Consórcio:

  • 01 vermelha: alerta máximo, funcionamento permitido somente aos serviços essenciais;
  • 02 laranja: controle, possibilidade de aberturas com restrições;
  • 03 amarela: abertura de um número maior de setores;
  • 04 verde: abertura de um número maior de setores em relação à fase 3;
  • 05 azul: “Normal controlado” – todos os setores em funcionamento, mas mantendo medidas de distanciamento e higiene;

Nota oficial – Nova fase do Plano São Paulo
O Consórcio Intermunicipal Grande ABC, representado pelas sete cidades da região, esclarece que recebeu com profunda surpresa e indignação, nesta quarta-feira (27/5), o comunicado feito pelo Governo do Estado de São Paulo de que a cidade de São Paulo teve uma análise separada da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) na nova fase do plano de retomada econômica do Estado. 

Vale lembrar que o Departamento Regional de Saúde (DRS1), responsável por cuidar do planejamento das ações do setor na RMSP, é o mesmo que cuida das diretrizes da Capital.

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC, através dos seus entes, irá se certificar do motivo dessa análise separada da Capital. E voltará a se reunir na próxima sexta-feira (29/5), por videoconferência, às 10h, com os prefeitos da região.