O Ministério da Saúde anunciou, nesta semana, que está começando a contabilizar a quantidade de pacientes recuperados da Covid-19. O levantamento mostra que mais de 14 mil (que equivale a cerca de 55% dos diagnosticados) já conseguiram superar a infecção no Brasil. Em Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, 17 e 06 dos pacientes infectados “venceram” a doença, respectivamente.

Mesmo com essa boa notícia em relação à pandemia, ainda não foi publicado um documento oficial que mostre quais são os critérios para que a doença tenha se encerrado numa pessoa. A Coreia do Sul, por exemplo – que declara ter 71% de seus pacientes recuperados, aponta que uma parcela pequena testou positivo de novo, depois de ser considerada recuperada.

Continua Após a Publicidade

A principal suspeita é que um reservatório latente do vírus no organismo consiga fazer a infecção reemergir ou, então, o teste apontou um falso positivo. Em virtude disso, alguns médicos têm evitado usar a palavra “cura”.

Casos em Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Mas, mesmo com incertezas em relação à “alta”, “recuperação” ou “cura”, algumas Prefeituras têm disponibilizado um segmento nos boletins diários mostrando os casos considerados “recuperados” de Covid-19 em suas respectivas cidades. Como é o caso de Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Ribeirão Pires informou, nesta sexta-feira (17) – além dos casos recuperados – 31 confirmações de infecção pelo novo coronavírus e outros 60 casos suspeitos. Com 78 casos descartados de Covid-19, a cidade não registrou nenhum óbito até o momento.

Já Rio Grande da Serra contabiliza 12 confirmações de infecção pelo novo coronavírus e outros 19 casos suspeitos. Com 15 casos descartados de Covid-19, a cidade também não registrou nenhum óbito até o momento.