blank

Nem em meio da pandemia do Coronavírus, onde deveríamos nos unir e prestar solidariedade, moradores de baixa renda deixam de sofrer com a maldade de quem se utiliza de situações difíceis para conseguir vantagens em benefícios próprios. É o que pode estar acontecendo no Velório Municipal de Ribeirão Pires, que é administrado pela Prefeitura da cidade.

Moradores procuraram a equipe do DiárioRP para denunciar a situação. De acordo com a denúncia, eles foram obrigados a pagar por serviços de empresas particulares, mesmo a prefeitura tendo que realizar os atendimentos.

Fingindo ser um munícipe que perdeu um parente, um repórter do DiárioRP ligou ao velório para verificar a situação. O atendente confirmou que não estão fazendo a recolha de corpos e que seria necessário entrar em contato com funerárias indicadas por eles.

Continua Após a Publicidade

Já em conversa com alguns funcionários, que aceitaram falar conosco em condição de anonimato, fomos informados que “Além de estarem passando para empresas particulares fazer a recolha de óbitos na cidade, até caixão do velório eles chegaram a usar”, o funcionário ainda vai além: “Quando ligam no velório, o Marquinhos [responsável pelo velório] é avisado e já liga lá pra recolher. Ele diz que é porque está sem motorista, mas é mentira. O velório tem motorista e tem EPI (Equipamento de Proteção Individual)”, finalizou.

Procurada por nossa equipe, a Prefeitura de Ribeirão Pires disse que vai apurar as denúncias para verificar se há irregularidades no Serviço Funerário Municipal.