Durante a primeira sessão do ano na Câmara de Ribeirão Pires, realizada na última quinta-feira (09), além dos ataques à atual gestão de Kiko Teixeira (PSDB), o vereador Amigão D’orto (PTC) enfatizou sobre seus mais de 100 requerimentos enviados à administração municipal em 2019. Em números redondos, o vereador apresentou 360 requerimentos de melhorias e 743 ofícios cm questionamentos, sendo o mais atuante entre todos os 17 legisladores.

O bairro Ouro Fino Paulista foi o que teve mais ofícios – 198 no total, e os assuntos mais requeridos pelo vereador foram na questão dos contratos e licitações -87 no total – e da Infraestrutura e melhorias urbanas – 80 no total. Outro requerimento que vale a atenção é a questão da Administração – 67 ao todo.

Segundo o próprio Amigão, a cobrança acerca dos contratos e licitações abrangem a grande maioria dos contratos, dentre eles a concessão do transporte público. Na questão da infraestrutura e das melhorias urbanas, a crítica se dá em relação à manutenção de viadutos, que segundo o vereador, não tem medidas e nem equipes técnicas para manutenção e laudos, colocando em risco os moradores da cidade. “Questionamos também a falta de zelo com os bairros, com ao falta de corte de matos, mesmo pagando a empresa”, completa.

Continua Após a Publicidade

Como ficou evidente na primeira sessão do ano, a atual administração tem sido o foco de críticas. Entre várias cobranças, algumas merecem destaque como: gastos com funcionários comissionados; falta de profissionais; obras mal terminadas e abandonadas pela gestão; destino dos matérias do teleférico e AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) dos prédios públicos, como escolas e hospitais, entre diversos outros.