blank

A partir da sexta-feira (31), será obrigatório em todo o país o uso das novas placas de veículos em casos de primeiro emplacamento, automóveis com placa antiga e que mudarão de município; roubo, furto, dano ou extravio da placa, além de quando houver necessidade de instalação de segunda placa traseira.

O tempo limite, atende ao planejado na Resolução n° 780/ 2019 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), de julho de 2019 que define o uso do novo padão de PIV (Placas de Identificação Veicular) nas unidades federativas do Brasil.

Continua Após a Publicidade

Dentre todos os estados brasileiros, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Rondônia já aderiram à nova PIV. Já no exterior, Argentina e Uruguai já usam as novas placas.

A novidade nos veículos brasileiros é bem diferente da placa tradicional, uma vez que possui agora quatro letras e três números “embaralhados”, ainda com código de barra do tipo QR Code (Quick Response Code), direcionando para dados do fabricante e estampador da placa. Com isso, a intenção é aumentar o controle de produção das placas e garantir a genuinidade.