A Polícia Federal realizou operação nesta sexta-feira (24) em 130 clubes de tiro suspeitos para barrar fraudes na emissão de laudos técnicos utilizados para a emissão de autorização para a compra de armas de fogo.

A blitz ocorreu em diversas cidades, incluindo Ribeirão Pires e Santo André. De acordo com a PF, irregularidades foram encontradas em pelo menos 10 locais vistoriados. Entre as irregularidades, foram encontradas autorizações em branco, mas já assinadas pelo instrutor de tiro e armamento. Também existe a suspeita de falsidade ideológica e formação de quadrilha.

De acordo com o delegado responsável, há a suspeita de que instrutores estariam em conluio com clubes de tiro para facilitar a emissão das autorizações de compra de armas. Ainda segundo o delegado, foi identificado fortes indícios de falsidade ideológica e formação de quadrilha.

Continua Após a Publicidade

A PF, no entanto, não revelou em quais os clubes foram encontradas as possíveis irregularidades, já que agora, com as provas colhidas, será aberto o inquérito policial.