Moradores do Parque das Fontes, Jardim Petrópolis e Santa Luzia, relataram na noite de segunda-feira(7), o aparecimento de um motoqueiro desconhecido que praticou diversos assaltos nos bairros citados e arredores.

\"CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE\"

Segundo relatos nas redes sociais, o homem é corpulento, moreno e anda em uma moto branca e portando arma de fogo. Em outros relatos, a cor da moto mencionada é preta.

De acordo com algumas das vítimas, o motoqueiro saca a arma de fogo, faz ameaças e rouba principalmente celulares.

Suas principais vítimas são mulheres e moças que estão sozinhas em ruas com menor movimentação e pontos de ônibus. Porém, não existe nenhum boletim de ocorrência registrado dessas acusações.

O Comandante da GCM Sandro Torres, alerta quanto a necessidade da população dirigir-se à Delegacia em casos como esses: “É extremamente importante que em caso de assalto, a vítima ligue para 190 ou 153. Avise a autoridade e faça o Boletim de Ocorrência, somente assim o criminoso pode ser processado pelos seus atos.”

Os índices de violência e criminalidade em uma cidade são medidos inclusive pelos boletins de ocorrência. Dessa forma, o cidadão pode contribuir ativamente para a busca e prisão de criminosos ao efetuar o devido registro de furtos e roubos.

Sandro acrescentou que Ribeirão Pires é uma das cidades com menor índice de criminalidade da região metropolitana de São Paulo, porém, o munícipe precisa se prevenir evitando, por exemplo, o uso do celular enquanto espera um ônibus.

“A GCM tem trabalhado ativamente contra a criminalidade. Estamos contratando mais 60 guardas municipais para trabalhar em policiamento preventivo. Mas, a melhor forma de prevenção é a atenção”.

Para ajudar a população, o comandante deixou algumas dicas de segurança:

  1. Ao esperar no ponto de ônibus, evite distrações no celular.
  2. Se observar qualquer movimentação anormal, procure ajuda e ligue para 190 e/ou 153.
  3. Em caso de assalto, procure a Delegacia de Polícia e registre o Boletim de Ocorrência.