Na quinta-feira (3), Dr. Cléber Souza, médico na UPA Santa Luzia, esteve presente na sessão da Câmara dos Vereadores e solicitou a atenção quanto à finalização dos contratos de 10 médicos da cidade em 2020.

\"CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE\"

O Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, realizou alterações para renovação dos contratos dos médicos formados no exterior e alocados na rede pública através do Programa Mais Médicos.

Desde a publicação do edital do Ministério da Saúde, os contratos com esses profissionais, passaram a ser renovados apenas em cidades com IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) acima de três.

Os municípios onde o índice está entre 1 e 3 (considerados ricos), devem ser responsáveis pelo pagamento integral dos salários dos médicos, não havendo mais participação do Governo Federal.

O IDH, é medido de acordo com a qualidade de vida e o desenvolvimento econômico da população. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Ribeirão Pires possui o IDH de 0,784, um índice não considerado como vulnerável segundo a nova categoria do Ministério da Saúde e com menor necessidade social do que os municípios dos grupos 4 (piso de atenção básica) à 7 (extrema pobreza).

“Isso não é uma briga política e sim de direitos. Em outubro de 2020, os contratos de 10 médicos finalizam. Eu tenho entre 400 e 500 atendimentos mensais, e a população não pode ficar desassistida. Pedimos apoio da população para que os médicos continuem a prestar serviços.”, disse Dr. Cléber ao plenário.

Vereador Rubão (PSD), ao assumir a palavra declarou sua preocupação. “É impossível uma cidade carente de saúde ficar sem os médicos. Ribeirão Pires não tem condição de arcar sozinho com todos os custos. Então, pedimos que a população ajude. Façam vídeos, compartilhem nas redes sociais. A cidade não tem como manter com o orçamento atual, os médicos por si só.”

O líder de governo Amaury Dias (PV), agradeceu e afirmou que a luta não é partidária e sim da população. O vereador que reuniu-se com o Conselho de Saúde do município na semana passada, apresentou uma Moção de Apoio em nome da Casa de Leis, solicitando à Câmara dos Deputados a atenção quanto a permanência do Mais Médicos em Ribeirão Pires.