Foi emitido pela Secretaria de Saúde do Estado, um alerta para o aumento nos níveis de casos de catapora durante a primavera.

Continua após a Publicidade

Crianças são as principais vítimas da doença, por ser de fácil contágio em escolas e creches. Porém, adultos também podem sofrer com as complicações da doença.

Continua Após a Publicidade

A doença que é transmissível, tem como principais sintomas a presença de pintas vermelhas espalhadas por todo corpo, febre e mal estar. Não é necessário ter aparecido as pintas sob a pele para que contagie outras pessoas.

A ligação do aumento dos casos com a primavera não possui uma explicação específica mas, de acordo com infectologistas, é necessária a atenção e o resguardo em caso de contaminação.

No caso de crianças sem disfunções imunológicas, não há necessidade de medicamentos especiais.

Já pessoas portadoras de imunodeficiências, ou seja, que não possuem capacidade de defesa em seu organismo, é recomendada a internação para tratamento adequado.

Para se prevenir, a vacina contra catapora é a maneira mais segura. A tetra viral (vacina que previne contra sarampo, caxumba, rubéola e catapora) é aplicada em crianças com 15 meses, após a administração da tríplice (previne contra sarampo, caxumba e rubéola) aos 12 meses.

Em caso de dúvidas, procure o posto de saúde mais próximo.