blank

Um professor da Escola Estadual Di Cavalcanti foi denunciado pela mãe de uma aluna por assediar a sua filha. De acordo com Boletim de Ocorrência, o crime teria ocorrido na manhã do dia 19 de Agosto, uma segunda-feira.

Ao chegar em casa, a criança informou à sua mãe sobre o ocorrido. De acordo com a vítima, ela estaria na sala onde são guardados os equipamentos esportivos e o professor teria aproveitado que ela estava sozinha e beijou o seu pescoço e a abraçou contra a sua vontade proferindo as palavras “Você está perfumada e está ficando gostosa”. A mãe da criança, responsável pelo registro de Ocorrência informou ainda que, no entanto, não houve relação sexual.

Continua Após a Publicidade

Para ser considerado estupro, não é necessário que haja a relação sexual. De acordo com o artigo 217-A, do Código Penal, a prática de ato libidinoso com menores de 14 anos já está configura o crime.

Procurada por nossa equipe, a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo informou que está colaborando com a investigação policial e que foi aberta uma investigação interna para apurar e definir as medidas administrativas que serão realizadas. Informou também que o Conselho Tutelar de Ribeirão Pires já está ciente da situação.