O projeto “Turistando por Ribeirão” já é sucesso no 13º Festival do Chocolate de Ribeirão Pires. O passeio turístico gratuito já levou mais de 100 visitantes em roteiro especial apenas no primeiro fim de semana do evento.

Continua Após a Publicidade

O ponto de partida do passeio é o Centro de Informações Turísticas localizado próximo à entrada do Festival do Chocolate, dentro do Complexo Ayrton Senna. Em um ônibus turístico, cerca de 40 pessoas poderão participar da atividade. No roteiro do passeio, que tem duração de 2 horas, os participantes conhecerão a Via Crucis/ Mirante Santo Antônio; Mirante São José; a tricentenária Capela do Pilar; e o recém-revitalizado Parque Pérola da Serra.

Os passeios acontecerão às sextas-feiras, às 16h30; aos sábados, em três horários: às 12h, 14h e 16h; e aos domingos, em quatro horários: às 10h, 12h, 14h e 16h.

Para participar, os interessados deverão realizar o agendamento do passeio. Devido aos limites de vaga, a Secretaria de Turismo recomenda o agendamento prévio, que pode ser realizado pelo telefone 4828-9868; pelo WhatsApp 9-7622-5037; pessoalmente no CIT do Paço Municipal (Rua Miguel Prisco, 288 – Centro; ter. a sex., das 9h às 18h; sáb. e dom., das 10h às 16h); e também pessoalmente no CIT do Festival do Chocolate – durante os horários do evento.

Capela do Pilar

A história da tricentenária Capela de Nossa Senhora do Pilar tem origem em um milagre atribuído à Santa, que ao longo de três séculos conquistou a devoção dos ribeirão-pirenses. O caminho até o topo do morro onde está o mais antigo patrimônio histórico tombado da cidade, no bairro Santa Clara, pode ser feito pela escadaria de 188 degraus ou por rampa de acesso. Fora das temporadas de festejo, em abril e maio, é possível contemplar a exuberante mata ao seu entorno e ouvir, no silêncio do morro, o som dos pássaros. Uma boa pedida para os apaixonados por história, aos fieis e também para quem aprecia momentos de paz e tranquilidade.

Mirante Santo Antônio

Localizado a 807,4 metros de altitude, o Mirante Santo Antônio é o marco do turismo em Ribeirão Pires e é uma das melhores vistas panorâmicas da cidade e da Represa Billings. A construção da Capela de Santo Antônio do Mirante foi iniciada em 13 de junho de 1942, num esforço coletivo movido pela Associação Beneficente Amigos de Santo Antônio, entidade constituída majoritariamente por carregadores do pátio ferroviário, que foram impedidos de frequentar a sua igreja primitiva, devido a um desentendimento com o proprietário do terreno. A partir daí, os trabalhadores ferroviários uniram-se para construírem aos poucos o seu templo e preservar assim o culto em homenagem a Santo Antônio. A torre da capela foi concluída apenas na década de 1950.

Via Crucis

Repetindo a história de união que foi a base para a construção da capela de Santo Antônio, moradores da cidade tornaram real antigo sonho de recriar na escadaria do Mirante o caminho percorrido por Jesus Cristo do pretório ao calvário. Em 2018, depois de revitalização feita pela Prefeitura, 15 mosaicos representando as estações da Via Crucis, foram produzidos por artistas plásticas locais, sob a coordenação da artista Silvana Luz, e instalados na escadaria do Mirante Santo Antônio. Uma verdadeira obra de arte a ser contemplada em um dos mais belos pontos turísticos de Ribeirão Pires.

Mirante São José

História: A 801,4 metros acima do nível do mar, o mirante permite uma visão de 180º da região central de Ribeirão Pires. No local, há uma estátua de São José, eleito Santo Padroeiro da cidade em outubro de 1983. A estátua é uma representação religiosa de estilo modernista assinada pelo escultor Gildo Zampol, formado na década de 1930 pelo Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo e nascido em Ribeirão Pires. Com 7,5 metros de altura, alçada no topo do morro em 1976, sua obra se tornou ícone representativo de Ribeirão Pires.

Parque Municipal Pérola da Serra

Recém-revitalizado pela Prefeitura, o Parque Pérola da Serra conta com um imóvel construído em 1945, residência em estilo colonial de influência mexicana, caramanchão e túnel de aproximadamente 100 metros. Local propício para quem quer tranquilidade, passeios e caminhadas com ar puro. O espaço foi antigamente a Chácara Preferida, construída em 1945 pelo casal José Gomes Fernandes e Alice Salgueiro, detentores do patrimônio financeiro do Banco Novo Mundo e das Casas Lotéricas Preferidas (maior rede de loterias do Estado). Atualmente, a casa histórica abriga a Galeria das Artes do Fundo Social de Ribeirão Pires.