A Justiça negou a liberdade dos 10 acusados de trabalharem em uma refinaria de drogas em Rio Grande da Serra. Sete dos 10 homens já tinham passagem pela Polícia. O grupo não foi liberado em audiência de custódia e será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Mauá.

Continua Após a Publicidade

A Polícia Militar de Rio Grande da Serra prendeu o grupo e fechou a refinaria na noite da última sexta-feira (14). Os policiais tomaram ciência do caso através de uma denúncia anônima feita através de telefonema direto para a Companhia da PM.

Ao chegar no local, pessoas que estavam na casa tentaram fugir por uma mata que cerca a residência. De acordo com relatos de vizinhos, alguns outros indivíduos podem ter conseguido fugir.

Ao todo, a polícia apreendeu cerca de 30 kg de drogas entre maconha, cocaína, crack e lança-perfume. Além da droga também foram apreendidas 468 embalagens de lança-perfume, 50 mil embalagens para cocaína, 38 mil embalagens para maconha. A quantidade de drogas apreendidas foi tão grande, que quase não coube dentro da delegacia.

Além das drogas, outras ferramentas utilizadas na produção das delas também foram apreendidas, como duas balanças de precisão, 20 formas que seriam utilizadas para produzir crack, facas, peixeiras e até um machado foi encontrado.