Em comparação ao mesmo período do ano passado, o número de casos de dengue cresceu 678% entre as seis das sete cidades do ABC, de 46 ocorrências no primeiro quadrimestre de 2018 para 358 vítimas nos primeiros quatro meses deste ano. Nos primeiros quatro meses de 2019, a região vem sofrendo com a grande quantidade de casos de dengue. A cidade com o maior número de casos é Mauá, com 109 vítimas do mosquito, 60 foram autóctones (contraído na própria cidade) e uma vítima fatal. No mesmo período do ano passado, Mauá havia registrado apenas três casos.

Em seguida, a cidade de São Bernardo com 98 casos, sendo 50 deles autóctones, e outras 48 contraídos em outro município. Diadema registrou 91 casos, sendo 46 importados e 34 adquiridos na cidade.

Na cidade de Santo André foram 45 casos da doença, 18 autóctones e 27 importados. São Caetano registrou 12 casos, sendo 1 adquirido na cidade e 11 importados. Outros 527 casos estão sendo investigados. Ribeirão Pires, no entanto, registrou apenas três casos importados.