A sessão ordinária da última quinta-feira (2), o vereador Danilo da Casa da Sopa (PSB) se mostrou indignado ao ter que apresentar dois requerimentos para cobrar a da Prefeitura a limpeza de um bueiro e o tapamento de um buraco

Ao apresentar os dois textos, Danilo subiu na tribuna e disse que a função dos vereadores é fiscalizar e não cortar mato. “Que eu saiba, fui eleito pra fiscalizar o Executivo, não pra ficar cortando mato e mandando arrumar rua”, salientou.

Outro ponto que deixou o parlamentar indignado foi o adiamento por quatro sessões do seu projeto de lei que prevê “ficha limpa” para funcionários comissionados da Prefeitura. O adiamento foi proposto pelo vereador e atual líder de Governo, Amaury Dias (PV), que justificou “como necessário para que o projeto seja adequado e que outros vereadores possam dar sugestões”. Danilo, ao subir na tribuna, disse que “adiar por quarto sessões era muita coisa” e que, segundo ele, “pedir quatro sessões de adiamento é porque deve ter algum B.O (sic)”. Apenas os vereadores Danilo, Amigão (PTC) e Rubens Fernandes, o Rubão (PSD) foram contra o adiamento.