De acordo com dados do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), o número de mortes em acidentes de trânsito no ABC aumentou em 45%. Ao todo, 16 mortes foram registradas no último mês. Em 2018, no mesmo período do ano, 11 óbitos foram registrados. Este é segundo mês seguido que a região registra um aumento no índice.

São Bernardo lidera os acidentes fatais com seis óbitos. Logo atrás vem Santo André, que registrou cinco casos. São Caetano e Ribeirão Pires contabilizaram duas mortes e Mauá apenas uma. Diadema e Rio Grande da Serra não tiveram casos registrados.

Das 16 fatalidades, motociclistas foram as maiores vítimas dos acidentes, com nove mortes. Em seguida, pedestres com cinco, ciclistas e passageiro de automóvel com um óbito cada. Colisões e atropelamentos são as principais causas das mortes.

Mesmo cercado por rodovias, 14 mortes foram registradas em vias municipais. O relatório ainda apontou que quase um terço das fatalidades ocorreram no período da madrugada.