Em uma apresentação atribuída a Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM), a Companhia Paulista de Trens Metropolitanas (CPTM) apresentou diversas propostas para a melhoria do serviço até 2022.

A apresentação relata uma estimativa de investimento na CPTM, metrô de São Paulo e os ônibus da EMTU e corredores de R$ 43,9 bilhões entre 2019 e 2022. Os recursos não serão enviados somente pelo Governo do Estado de São Paulo, a iniciativa privada e as PPPs (Parcerias Públicos Privadas), poderão entrar com R$ 14,8 bilhões.

Na proposta, tabém havia uma previsão de mais 65 trens para a substituição dos antigos e 600 mil lugares a mais para os passageiros.

De acordo com as estimativas propostas, as viagens se tornarão 25% mais rápidas, se houver investimento em sistemas mais completos de controle de trens e nos sistemas de energia elétrica.