A Câmara de Vereadores rejeitou o projeto de lei que obrigava o Executivo Municipal a fornecer informações para o Legislativo sobre o aumento da tarifa de transporte público no município. O projeto é de autoria do vereador Humberto D’Orto, o Amigão (PTC).

De acordo com a resolução, todo ajuste deveria ser apresentado para o Legislativo 30 dias antes. Ainda de acordo com o projeto, todos os documentos que comprovassem o aumento deveriam ser fornecidos para a Casa de Leis. Em sua fala, o vereador Amigão afirmou que “queria transparência” e que “não estava tentando abaixar o preço da passagem”. No início do ano, o Executivo Municipal aumentou as tarifas do coletivo municipal. Segundo o parlamentar, o valor não condiz com o serviço prestado.

Mesmo dizendo que votar contra o projeto seria contra a população, os demais 16 vereadores foram contrários ao projeto. Em uma de suas redes sociais, Amigão criticou a Câmara. “Falar o que de uma Câmara desta?”, disse.