A Enel lançou na última segunda-feira (3) o novo nome da Eletropaulo, que passará a se chamar Enel Distribuição São Paulo, seis meses depois de ser adquirida pelo grupo italiano. As lojas da distribuidora, site, canais digitais, frota e uniformes serão alinhados à marca corporativa global da Enel.

As contas de luz já davam indícios das mudanças, ao trocar o azul escuro da AES pelo rosa característico da marca da Enel.

Entre 2019 e 2021, a Enel Distribuição São Paulo vai investir R$ 3,1 bilhões, com foco em melhoria da qualidade do serviço, instalação de equipamentos e sistemas de telecontrole que permitem o monitoramento e a gestão em tempo real das redes, aumentando a eficiência e a confiabilidade, de acordo com a companhia.

Segundo a companhia, o foco da atuação em São Paulo é na modernização e digitalização da rede elétrica, com soluções digitais que passarão a ser oferecidas pela Enel X.

Outra mudança da alteração da marca será o novo aplicativo da distribuidora, que vai oferecer novas funções, como renegociação da dívida.

“Em São Paulo, vamos trabalhar para consolidar a integração da distribuidora ao Grupo Enel, com o objetivo de seguir avançando na melhoria da qualidade do serviço ao adotar as mais avançadas tecnologias de redes de distribuição”, disse Nicola Cotugno, presidente da Enel Distribuição São Paulo.

A italiana Enel se tornou líder em distribuição de energia no Brasil ao fechar em junho a compra de 73% da Eletropaulo por R$ 5,552 bilhões. Hoje, a empresa possui 94,42% de participação, segundo a Eletropaulo.