26 C
Ribeirao Pires
terça-feira, 11 dezembro, 2018
Início blogs blogdoventura A triste morte política de Dedé da Folha

A triste morte política de Dedé da Folha

Edinaldo de Menezes, Dedé da Folha, como é conhecido é presidente municipal do PPS, o Partido Popular Socialista, Já foi vereador, presidente da Câmara Municipal e vice-prefeito de Ribeirão Pires

No entanto de tempos pra cá, Edinaldo tem colecionado erros e deslizes em sua vida pública. Em 2012, quando disputava a cadeira de prefeito, Edinaldo foi condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e impugnaram a candidatura do Popular Socialista, que acabou acarretando na vitória de Saulo Benevides (PMDB). Ele foi condenado por utilizar o jornal da família, o ‘Folha de Ribeirão Pires’, para fazer campanha eleitoral a favor dele. Neste caso, a defesa de Dedé alegava que o candidato já teria cumprido a determinação do TRE, se referindo a pena de três anos cumprida entre 2004 e 2006.

Em 2016, Edinaldo gerou mais polêmica ao se unir com Saulo Benevides para tentar a qualquer custo vencer a eleição. Dedé foi com tanta “sede ao pote”, que chegou a causar tumulto em um debate, incitando seus correligionários, junto com Saulo. O debate acabou e seu principal concorrente, Adler Kiko Teixeira (PSB), saiu mais fortalecido do evento e sagrou-se vitorioso nas eleições.

Após a vitória de Kiko, Dedé não ficou satisfeito e gerou uma série de campanhas contra  o atual prefeito, chegando a abrir uma ação questionando a vitória de Kiko. O TRE manteve a diplomação do atual prefeito, mas em outro processo deixou Dedé novamente inelegível por, pasmem, utilizar o jornal ‘Folha de Ribeirão Pires’ novamente para fazer campanha eleitoral, enquanto criticava seu adversário. Dedé está novamente inelegível por oito anos (até 2021).

Em 2016, um advogado começou a fazer diversas denúncias ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre as licitação da prefeitura. Para averiguar se havia possível irregularidades, o Tribunal de contas pausou as licitações da cidade, que após um tempo em análise as liberou novamente. No entanto, foi verificado pelo jornal ‘Diário do Grande ABC’ através de uma matéria investigativa que na verdade o advogado é parente de Dedé.

Na última semana, um fato oficializou a morte política de Ednaldo. Em seu facebook, ele tornou público que os vereadores do PPS estariam proibidos de votar na chapa que o sobrinho do prefeito, Archeson Teixeira, o Rato (PTB), disputava para a presidência da Câmara Municipal. Rato não apenas teve o voto de todos os vereadores do partido de Dedé, como também teve um dos vereadores na chapa do grupo adversário.

Agora, condenado, inelegível, completamente isolado, e sem apoio no próprio partido, Dedé segue pedindo esmola para que algum grupo o aceite. Dedé busca um novo padrinho que o vingue, seja a família Volpi, ou a Família D’orto. Enquanto não recebe nenhum apoio formal como esmola, segue publicando frases feitas no facebook e se sentindo a Chapeuzinho Vermelho contra kiko, o Lobo mau, só que nessa história,  o lobo mau já devorou a chapeuzinho.

 

MAIS LIDAS

A triste morte política de Dedé da Folha

Edinaldo de Menezes, Dedé da Folha, como é conhecido é presidente municipal do PPS, o...

‘Eu sou filha do Rubão’

Em uma festa no bairro do jardim Mirante, região do centro alto de Ribeirão Pires,...

Edmar diz que vereador deve cancelar multas e doar Cestas Básicas para não perder voto

O vereador de Ribeirão Pires, Edmar Oldani (PV), afirmou em evento realizado na manhã desta...

Eu tenho nojo de nossa Câmara Municipal

Desde o começo desta gestão venho acompanhando o quanto a nossa casa de leis, se...

Assessor confirma que vereadores receberam para votar a favor de Volpi

Um assessor parlamentar de um vereador de Ribeirão Pires, que pediu para não ser identificado...