Foto: Gabriel Mazzo

A Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires inaugura neste sábado, dia 1º de setembro, o Centro de Artes e Esportes Unificados no bairro Quarta Divisão. Durante evento que marcará a entrega do novo espaço aos moradores, serão promovidas apresentações culturais, atividades esportivas e sociais gratuitas. A banda de forró Circuladô de Fulô é destaque na programação, que terá início às 14h.

Situado na Estrada do Sapopemba, 5.055, o CEU Quarta Divisão terá quadra poliesportiva coberta, pista de skate, pista de caminhada, playground, biblioteca, sala de projeção, telecentro e abrigará, ainda, unidade do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).

O evento de inauguração contará com série de serviços gratuitos. Além de Circuladô de Fulô, dançarinas do Corpo de Baile da Escola Municipal de Dança se apresentarão no CEU. A dupla sertaneja Fabrício e Frabrini e a roda de samba dos Compositores Independentes também serão atrações no local.

A programação inclui, ainda, palestra sobre “Violência contra a Mulher”, aula de dança, pintura facial e brincadeiras para crianças, workshop de artesanato, corte de cabelo, orientações de personal trainer, aferição de pressão arterial e teste de glicemia, entre outras atividades gratuitas.

Sobre o CEU Quarta Divisão – As obras do novo equipamento, que será inaugurado pela Prefeitura nesse sábado, dia 1º de setembro, foram viabilizadas por meio de convênio com o Governo Federal – Ministério da Cultura. A construção estava paralisada na gestão passada e foi retomada em maio de 2017. O município recebeu cerca de R$ 2 milhões para construir e equipar o CEU Quarta Divisão.

De acordo com o Ministério da Cultura, os CEUs integram em um mesmo espaço programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e de inclusão digital, para promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social das cidades brasileiras.

A gestão dos CEUs é compartilhada entre as prefeituras e a comunidade, com a formação de um Grupo Gestor, que fica encarregado de criar um Plano de Gestão, e também conceber o uso e programação dos equipamentos.