Desde pequeno sou de Ribeirão. Me mudei pra cá aproximadamente com uns dois meses de vida. de lá pra cá, sempre vivi na cidade, e desde que me entendo por gente, sinto, respiro, e vivo Ribeirão Pires. Conheço a cidade como a palma da minha mão, e amo esse lugar mais do que qualquer parte do mundo, e olha que já conheço bastantes lugares desse mundão. Lembro do festival do Chocolate desde sua primeira edição, e acredito que é um evento que traz muitos benefícios para a nossa cidade. Eleva o nome de Ribeirão a um patamar estadual.

Fico muito triste que por conta da falta de planejamento e capacidade da última gestão que governou a cidade, o Festival tenha sido interrompido, e a edição que tentaram fazer foi um completo vexame. Agora, desde o ano passado, o governo de Adler Kiko Teixeira (PSB) vem resgatando essa tradição da cidade.

No ano passado, foi um verdadeiro sucesso. Mesmo com todos os problemas de transição que qualquer governo tem em seu primeiro ano, o evento ocorreu de forma muito agradável e também coerente. Já este ano, superou todas as minhas expectativas. Você entra no local do evento, e se sente em um evento de grande porte. A festividade perdeu aquela identidade, mesmo com toda sua magnitude, de festa do interior como vinha tendo em toda a sua história, para ganhar a identidade de uma festa grandiosa, com qualidade técnica excepcional e ainda mais grandiosa.  O festival do Chocolate deste ano superou as minhas expectativas, e quem sabe, já não é uma das melhores edições já realizadas, ou porque não, a melhor.

Para ficar por dentro de todas as novidades do festival, fique ligado na página especial que o Diário de Ribeirão Pires preparou, e acompanho as transmissões ao vivo através de nossa página do Facebook. Todas Sextas, sábados e domingos até o dia 5 de maio.