A Prefeitura de Ribeirão Pires denunciou o ex-prefeito, Saulo Benevides e o ex-secretário de comunicação, Thiago Quirino, à Justiça por improbidade administrativa. O processo é referente ao contrato firmado pela prefeitura entre outubro de 2015 a dezembro de 2016 com a agência Octopus, enquanto exerciam as funções públicas.

A gestão atual alega que ocorreram gastos exorbitantes em pouquíssimo tempo com propagandas na época, totalizando um valor de aproximadamente R$ 1,2 milhões.

“Há, portanto, indícios suficientes da prática de ato de improbidade administrativa na modalidade de lesão ao erário e violação aos princípios da administração pública”, afirmou em sua decisão, o juiz da 1ª Vara, Walter Oliveira Junior.

Continua Após a Publicidade

O juiz também deferiu o bloqueio de bens de ambos. Sendo assim, Saulo e Thiago terão qualquer bem imóvel, cofres, veículos, transações em moedas estrangeiras e valores em contas ativas, bloqueados para que se condenados, haja a devolução do valor em questão aos cofres públicos.

Ao Diário RP, Quirino disse que “A justiça ainda não ouviu a defesa, pois não nos notificou, ou seja, não houve bloqueio de bens. Isso é tudo jogo de interesse político”, disse. Já Benevides não foi encontrado.