Na manhã do último domingo (04), integrantes da Guarda Civil Municipal (GCM) presenciaram cercar de 40 motoqueiros passando na contramão da rua João Domingues de Oliveira, em frente à sede da guarda. Em seguida, os motociclistas subiram na rua João Duarte e acabaram voltando imediatamente.

Como o grupo saiu em uma velocidade muito alta, os guardas agiram imediatamente e abordaram um veículo Volkswagen Gol e uma Honda Fan 125, tendo todo o resto se evadido do local.

Quatro homens estavam nos veículos apreendidos e, após identificar que eles possivelmente faziam parte de uma equipe de baloeiros, foram conduzidos até a Delegacia de Ribeirão Pires. Foi apreendido um objeto conhecido como churrasqueira – onde fica a tocha do balão – e algumas partes do que seria uma fogueteira que, possivelmente, seria reutilizada em outros balões.

Os integrantes foram indiciados, os veículos levados para o Pátio Municipal de Ribeirão Pires e os materiais foram apreendidos.

Crime

O artigo 42 da lei nº 9.605, diz que fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano, é crime, podendo ocasionar como pena a detenção de um a três anos, multa, ou ambas as penas cumulativamente.