blank

O vereador visitou alguns bairros da cidade, onde também conversou com munícipes para falar de possíveis melhorias que possam ser feitas em alguns pontos da cidade. Também elaborou um requerimento. Ao fim da última sessão ordinária, Anselmo usou à tribuna para reafirmar que a lei aprovada no inicio de Agosto, que destina uma verba de R$ 100.000,00 para compra de móveis para a IMPRERP, não pode ser usada para reformas do instituto, apenas compras de móveis, caso contrário, é ato ilegal e que foge do que estava escrito no projeto.