blank

blank

As consequências das fortes chuvas ainda continuam aparecendo em Ribeirão Pires. Além das calçadas que ainda apresentam grande quantidade de lama e pedaços de madeira e concreto solto, alguns bairros tiveram pequenos deslizamentos.

No São Caetaninho, na rua Caiçara, uma moradora postou uma imagem em que uma enorme quantidade de terra invadiu sua casa. Segundo ela, a Defesa Civil de Ribeirão Pires foi acionada várias vezes, mas demoraram a atender ao chamado. “Ligamos desde as 6h30 para a Defesa Civil, mas eles só chegaram aqui as 10h20”, disse ela.
Ela desabafou dizendo que além da terra e lamaçal, estruturas de ferro, os guardrails também estavam para cair sobre sua casa. “Não sei mais o que fazer, pelo amor de Deus. Agora estou sem casa e não tenho para onde ir. Espero que outras pessoas nunca passem por isso”, lamentou a moradora.

Continua Após a Publicidade

Além deste caso, outros moradores, ao longo dos últimos dois meses, relataram problemas relacionados.

“A chuva fez descer o barranco em cima da casa do meu vizinho. A Defesa Civil disse que não pode fazer nada; só disseram para avisar aos moradores para saírem da casa. Ninguém vai fazer nada?”.

 – Reclamou um munícipe.

A Prefeitura de Ribeirão Pires foi questionada sobre o assunto, e quais as medidas a serem adotadas para auxiliar os munícipes que estiverem passando por essas situações.

Por meio de nota, a Prefeitura informou que “A Defesa Civil realizou diversos atendimentos em decorrência das fortes chuvas”, justificando o mencionado atraso no atendimento.