Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians/Diário_RP

Venceu e convenceu. O Corinthians de Fábio Carille, mostrou em campo, contra o Santos de Dorival Junior, no último domingo (05), que pode sim, disputar títulos, se mantiver o padrão de jogo dos últimos jogos. Com mais um clássico na conta, o segundo em competições oficiais em 2017, o Timão mostrou obediência tática e, na falta de mais técnica, muita raça em Itaquera.

Continua Após a Publicidade

Carille parece ter mesmo adotado o estilo de jogo do técnico da seleção. O 4-1-4-1, consolidado pelo campeão brasileiro de 2015 esteve presente em campo na partida, e mostrou o Corinthians lúcido e sabendo o que fazer com e sem a posse de bola.

É certo que o Santos esteva mais fraco com as ausências de Renato, Lucas Lima e Ricardo Oliveira, mas mesmo assim, a equipe do Parque São Jorge foi mais presente e mais firme na marcação e na tentativa de construção da jogadas. As triangulações saíram aos poucos. Numa delas, entre Jadson e Rodriguinho, Jô marcou de cabeça após cruzamento do lateral Guilherme Arana. O Corinthians venceu por 1 x 0.

Aliás, Jadson e Rodriguinho deram mais consistência ao meio de campo corintiano. O primeiro ainda não mostrou tudo que pode fazer em campo, mas sua presença e a qualidade no passe além da visão de jogo dão maior segurança aos outros jogadores.

O Santos, claramente, tem um elenco mais maduro, com jogadores mais interessantes tecnicamente, mas nesta partida não conseguiu, por exemplo, furar a zaga corintiana que tem se mostrado mais sólida.

O torcedor corintiano, aliás, ainda não comemora ter um time forte, mas já fica mais aliviado por poder contar e acompanhar a evolução tanto dos garotos da base, quanto do ex-auxiliar de Tite.

O próximo compromisso do Timão é pela Copa do Brasil, contra o Luverdense na Arena Pantanal em Cuiabá/MT. O jogo acontece na quinta-feira, às 22h30.