(Foto: DiárioRP)
(Foto: DiárioRP)

Os funcionários da Santa Casa de Ribeirão Pires, que atuam na UPA, paralisaram os serviços por conta da falta de pagamento. De acordo com trabalhadores, os salários estão atrasados há cerca de dois meses e que não têm uma previsão de quando a situação será normalizada.

\"CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE\"

A greve já foi sentida por munícipes que ao irem à Unidade de Pronto Atendimento, não conseguiram atendimento.

“Precisei levar a minha sobrinha à UPA, mas não fui atendido por causa da greve. Vou ter de levá-la até a unidade de Rio Grande da Serra para buscar atendimento.”

– Contou um morador.

Funcionários da Santa Casa de Ribeirão Pires, insatisfeitos com a situação, afirmaram que ficarão de braços cruzados até a situação ser resolvida. Na última quarta-feira (23), o DiárioRP já havia noticiado os problemas que os trabalhadores da saúde estão enfrentando por conta dos atrasos salariais. Alguns, inclusive, estão sem dinheiro para comprar as passagens para irem ao trabalho.

Consultada, a Prefeitura esclareceu que está tomando medidas para que o pagamento dos funcionários seja realizado o mais breve possível e ainda ressaltou que a UPA continua funcionando normalmente.