Zé Nelson pode estar envolvido em fraude de terrenos

O Diário de Ribeirão Pires recebeu várias denúncias, que apontavam a venda ou doação irregular de terrenos no bairro da Quarta Divisão. Esses terrenos estariam sendo negociados pelo Presidente da Câmara dos Vereadores, José Nelson de Barros; o terreno em questão estaria sob disputa judicial, pois há no local, famílias que alegam terem sido levadas para lá pela própria prefeitura.

Continua após a publicidade.

No local, os moradores que ocupam a propriedade confirmaram que o vereador estaria usando de sua influência para tentar “tirá-los” de lá e de vender e negociar lotes do terreno.

“Se você for olhar aqui atrás, tem uma casa que foi construída, mas invadiram aqui. Não tem documentação, não tem nada legal; inclusive, o número da casa é falso.”

– Disseram os moradores, que por questões de segurança, pediram para não serem citados.

Outro ponto enfatizado a todo momento pelos moradores do local, é que o antigo proprietário, teria deixado toda a propriedade para eles usufruírem. A equipe do Diário foi até a casa citada e conseguiu o telefone da moradora. Por telefone, ela confirmou que não tem documentação legal da casa, mas que foi até a Prefeitura, parcelou os impostos atrasados e construiu sua casa.

“Eu não tenho (documento) não moço. Eu fui lá na Prefeitura, vi os valores, parcelei as dívidas do terreno e entrei. Não tinha onde morar.”

– Disse.

Além deste, há pelo menos outros dois lotes possivelmente envolvidos no esquema. O vereador José Nelson foi procurado pelo Diário para comentar o assunto. Por telefone, o Presidente disse que jamais se envolveu com qualquer tipo de irregularidade. Salientou que possui um terreno, em seu nome, na Quarta Divisão, mas nega qualquer envolvimento com a vendas ou doações irregulares de qualquer terreno.

“Eu sabia que algo parecido poderia acontecer, e já me precavi. Tudo que é meu, está em meu nome, tudo preto no branco.”

– Disse o vereador ao Diário.

Por meio de nota, a Prefeitura Municipal disse que de acordo com o Cadastro Imobiliário da Municipalidade, portanto, não há nenhum registro de terrenos ou qualquer outra propriedade no endereço citado, por tanto, não há ligação entre Prefeitura e o caso.

O Diário de Ribeirão Pires tentou entrar em contato com outros moradores que possivelmente teriam participação no esquema de vendas ou doações irregulares de terrenos, mas até o fechamento desta matéria não obteve retorno dos contatos.

Notícias relacionadas