Foto: Reprodução Internet
Foto: Reprodução Internet

Cinco partidos de Ribeirão Pires entraram com um pedido na justiça eleitoral, na segunda-feira (9), para abrir investigação contra a candidatura ao Paço, de Adler “Kiko” Teixeira (PSB). Os representantes das siglas dizem que o pré-candidato pode deixar de concorrer ao cargo de chefe do executivo da cidade caso seja comprovado que ele tenha omitido seu verdadeiro endereço residencial.

Os representantes municipais dos partidos PDT, PTN, PTdoB, PSC e PMDB, encaminharam o pedido à Procuradoria Eleitoral de Ribeirão Pires, que pode enquadrar Kiko no artigo 350 do Código Eleitoral, que fala sobre falsidade ideológica.

Continua Após a Publicidade

A representação dos partidos que pedem a abertura da investigação, diz que o pré-candidato pode ter declarado um endereço falso para fins eleitorais à Justiça Eleitoral, quando informou que havia transferido seu endereço de residência de Rio Grande da Serra para Ribeirão Pires, quando na verdade estaria residindo em um condomínio no bairro de Moema, em São Paulo, o que tornaria Kiko não elegível para concorrer ao cargo de chefe do executivo do município.

Além disso, o documento, aberto em nome do presidente do PMDB, Milton Franco Bicudo Júnior, também justificou o pedido dizendo que Kiko, nos últimos seis meses, apenas fez uso político do imóvel, que fica no endereço declarado como residência oficial do candidato, realizando reuniões com a chapa e aliados políticos.

Segundo o Secretário de Comunicação, Thiago Quirino, o presidente do PMDB, partido do atual prefeito da cidade, Saulo Benevides, diz que deve haver igualdade nas candidaturas, sem benefícios para ninguém.

“O documento exige que seja investigada a denúncia que foi feita. Não pode haver nenhum favorecimento para quaisquer candidatos.”

– Comentou Quirino.

O pré-candidato à Prefeitura, Kiko, se defendeu das acusações e disse que o pedido de investigação demonstra um ato de ‘desespero’ dos adversários políticos.

“Isso pra mim só reafirma o desespero deles em relação ao meu favoritismo nas pesquisas, sendo que nos últimos três anos de governo, não fizeram nada.”

– Disse o candidato que frisou residir de forma fixa em Ribeirão Pires.