O Terminal Rodoviário vem enfrentando problemas de segurança. Assaltos, ameaças e até agressões os comerciantes locais já sofreram.

\"CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE\"

O primeiro comerciante da nova Rodoviária, Reidir da Cruz já foi assaltado quatro vezes em apenas 30 dias.

“Fui assaltado pelo menos 10 vezes. A mão armada, com faca, funcionário meu já foi ferido. Eu até tive um infarto por conta desses assaltos, e no dia 27 de dezembro, enquanto eu estava internado, fui assaltado outra vez.”

Disse.

Ele ainda contou que todos os roubos aconteceram durante a madrugada e que entre dinheiro e mercadorias furtadas já teve um prejuízo de R$ 8 mil. Depois dos assaltos, ele contou que tomou medidas preventivas para impedir que roubos voltassem a ocorrer, mas isso não inibiu a ação dos criminosos.

“Depois dos quatro assaltos que ocorreram desde dezembro, eles vieram aqui e deslocaram uma das portas só para ver como eles iriam abri-la sem quebrar o vidro, porque eu fui obrigado a colocar correntes.”

Contou.

Passando pela Rodoviária nota-se que alguns comerciantes colocaram, além das portas de vidro, portões de ferro para impedir a ação dos criminosos.

“Se eu não me engano, todos os lojistas do terminal já foram roubados.”

Afirmou.

Segundo Reidir, os assaltantes são usuários de drogas que ficam no terminal durante a noite.

“Uma vez, eu estava conversando com outro lojista e um desses rapazes veio até nós e ofereceu cigarros. O outro comerciante perguntou onde ele havia pegado aquele maço, e ele informou que tinha sido no Bar do Paraíba. Depois fomos lá, e o dono do estabelecimento contou que havia sido roubado.”

Falou.

Em contato realizado pela reportagem do Diário de Ribeirão Pires, a assessoria de imprensa do Paço informou que diariamente rondas são realizadas no local e que até o dia 15 de janeiro, 25 rondas foram realizadas pela GCM.

“A GCM efetua rondas diuturnamente pelo Terminal Rodoviário, porém intensificará ainda mais as rondas com estacionamentos de viatura no período noturno pelo local.”

Afirmou.

Além dos constantes atos criminosos que ocorrem na Rodoviária, o comércio central da cidade também tem sido alvo de constantes assaltos. Cerca de duas semanas atrás, uma sorveteria que fica na Rua do Comércio, foi assaltada às 21h.

No domingo (22), uma farmácia também foi roubada. Por volta das 22h, dois indivíduos entraram no estabelecimento e roubaram cerca de R$ 700.