A Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires iniciará no próximo semestre as obras do teleférico no Parque Milton Marinho de Morais, a previsão é de que as obras durem 18 meses.

O teleférico é o principal projeto turístico da gestão de Saulo Benevides e interligará o Complexo Ayrton Senna ao Mirante Santo Antônio e ao Parque Milton Marinho de Morais.

Além do equipamento, o local receberá também um Parque Temático Automotivo que será composto por um Museu do Carro, restaurantes, cinema tridimensional e outras atrações lúdicas que permitirão a visitação da população e de alunos da rede pública, dispondo de diversão, informação e cultura.

Outra novidade do projeto, segundo a prefeitura, é a instalação de um pier que conectará os visitantes por um barco com um Templo Messiânico, chamado Torre de Miroku, que será a única reprodução em tamanho real fora do oriente, localizada em Nara, no Japão. Essa atração terá ligação ao Parque Estoril, em São Bernardo do Campo, que também possui equipamentos náuticos.

A estação no Miriante Santo Antôno terá atrações como a exposição de arte sacra na escadaria do morro, elaborada por um artista da cidade e que retratará as 15 estações da Vila Crucix. Além de um Café Panorâmico estilizado, onde os frequentadores poderão saborear uma gastronomia diferenciada com vistas para a represa e para a cidade.

O novo elemento turístico da cidade é visto pela prefeitura como um avanço tecnológico, de segurança e de preservação ao meio ambiente. Suas cabines comportarão até seis pessoas.

O prefeito Saulo Benevides (PMDB), analisou parte do projeto e definiu sua parte de estilo e arquitetura como “um projeto ambicioso na área do turismo e exige ousadia, mas de forma direcionada e bem planejada”.

 

Irregularidades e Abandono

Em maio, o DiárioRP denunciou o estado de abandono em vários pontos turísticos da cidade. Mesmo com o estado precário desses locais, a prefeitura não demonstrou planos – pelo menos para os próximos meses – de recuperá-los. Outro ponto que chamou a atenção de nossa equipe é que o endereço onde  deveria ser a sede da construtora Formatual Sistema de Construção Civil LTDA, responsável pelas obras do Hotel Escola, funciona um pequeno salão de cabeleireiro dentro de uma garagem. O Hotel escola começou a ser construído em 2009 e, até hoje, encontra-se em forma de ‘esqueleto’.