Na próxima sexta, 10, o programa Investigação Criminal, do canal fechado A&E, contará uma das histórias que mais chocou a cidade:

Em 2001, uma garota foi imobilizada e sequestrada por um homem que usava um caminhão baú alaranjado. Um jovem que andava de bicicleta próximo ao local viu a cena e acionou a polícia.

Meses depois, a estudante Edman dos Santos, 15, foi encontrada morta usando somente peça íntima, e com um dos braços amarrados, num matagal na estrada Índio Tibiriçá, altura de Riacho Grande, em São Bernardo do Campo. A vítima tinha sinais de estrangulamento e violência sexual.

Agnaldo Cavalcante de Souza, 43, ficou conhecido como o “Maníaco de Ribeirão Pires” e foi condenado a 25 anos de prisão pelo crime. No inquérito, ele também é acusado de outro assassinato.

O crime, que chocou a cidade, será contado no programa Investigação Criminal, do Canal fechado A&E. Através de entrevistas com delegados, peritos criminais e legistas envolvidos no caso. O programa conta diversas histórias que chocaram o país.

Com o auxílio de imagens e informações exclusivas, a série apresenta a ordem cronológica dos fatos, a motivação dos criminosos, o contexto, e os detalhes técnicos e científicos das investigações de diversos crimes que chocaram o Brasil.

O Programa vai ao ar na próxima sexta-feira, às 22h, no canal A&E.