Por Rafael Ventura

 

Continua Após a Publicidade
Passeata percorreu o centro da cidade. (Foto: Rafael Ventura/ Diário de Ribeirão Pires)
Passeata percorreu, ontem, o centro da cidade. (Foto: Rafael Ventura/ Diário de Ribeirão Pires)

Na manhã desta terça-Feira (20), o Prefeito Saulo Benevides, reuniu-se com representantes do Comitê Unificado Contra o Aumento das Passagens no ABCDMRR, que conta com diversas organizações sociais e foi o responsável pelo protesto que ocorreu ontem, no centro da cidade.

Durante a audiência, que durou cerca de uma hora, além do valor das tarifas, também foram discutidos assuntos relacionados à qualidade dos transportes, o Passe Livre para estudantes, integração entre modais, e até o mapa geopolítico do Município.

Para Benevides, o aumento das passagens, que ocorreu no início de janeiro, não é irrevogável:

“A Prefeitura não é contra a redução da passagem. Levantamos essa bandeira e estamos abertos a discutir o que for necessário para o benefício da população”, afirmando também que o aumento foi um acordo entre as cidades do Grande ABC, mas que estaria aberto a realizar ajustes, se necessário:

“Claro que, se houver necessidade de ajustes, podemos discutir”, concluiu.

O saldo final da reunião é a soma de várias reivindicações apresentadas pelos ativistas, as quais o Prefeito assumiu o compromisso de honrar. São elas:

• Conceder ao Comitê uma planilha de custos do transporte, assim como uma cópia do instrumento de contrato celebrado com a empresa prestadora de serviço na cidade;

• Promover audiência pública para discutir a viabilidade de um plebiscito sobre o isolamento geográfico do Parque Andreense, hoje, um bairro isolado pertencente a Santo André;

• Apoiar a criação do Conselho Popular de Transportes;

• Apresentar estudo visando a subsídio ou revogação no preço da passagem;

• Apresentar estudo explicando detalhadamente a justificativa para o preço da passagem ter subido para R$ 3,50;

• Instituir o Passe Livre Estudantil, por meio de lei municipal;

• Solicitar, via ofício, uma reunião extraordinária no Consórcio Intermunicipal do ABC, envolvendo os prefeitos das sete cidades, empresários do ramo de transportes e integrantes do Comitê Unificado Contra o Aumento das Passagens.

Em nota, a Prefeitura Municipal afirmou que todos os pontos apresentados pelos ativistas, serão encaminhados ao setor jurídico, para estudos e futuros encaminhamentos. Ainda em nota, garante priorizar toda a discussão.