blank

Um menor de idade foi agredido por agentes da Guarda Municipal (GCM) na última quinta-feira (1), em Ribeirão Pires. O caso aconteceu por volta das 22h, no Terminal Rodoviário da cidade.

De acordo com Edileuza de Sousa, mãe do adolescente, ele estava empurrando sua bicicleta na rodoviária, junto de um amigo, quando a GCM começou a bater no jovem. Uma mulher, também da Guarda Municipal, chegou a pegar no braço do garoto e o puxou.

Continua Após a Publicidade

Um rapaz que estava no local, viu a ação e foi defender a vítima dos golpes. Segundo a mãe, o rapaz começou a filmar a ocorrência, no entanto os guardas tomaram seu telefone celular para evitar a gravação. O rapaz e o menor dirigiram-se à Delegacia do município para esclarecer o ocorrido.

O relatório do Conselho Tutelar concluiu que o caso se trata de racismo, devido ao fato da vítima ser um jovem negro. A afirmação comprova-se pelo jovem ter sofrido agressão, apesar de estar acompanhado de um amigo branco, que não sofreu nenhum tipo de agressão.

Ainda de acordo com a mãe, a GCM justificou afirmando que uma comerciante da rodoviária foi reclamar para os guardas que o adolescente estava importunando, alegando que o garoto empinava sua bicicleta no local. A testemunha que estava junto do menor disse que na verdade ele estava empurrando a bicicleta, pois os dois iriam até o bebedouro para tomar água.

A mãe, testemunha e a vítima prestaram Boletim de Ocorrência para registrar o ato. Questionada, a Prefeitura afirmou não foi notificada até o momento. Além disso, o órgão disse que caso irá realizar a apuração junto da Corregedoria da Guarda Civil Municipal, se acionada.

A mãe do jovem registrou através de fotografias as marcas de agressão (foto: Reprodução)