Diversos pontos da cidade vêm sofrendo com alagamentos. (Foto: Reprodução)

A Secretaria de Serviços urbanos (Antiga secretaria de Infraestrutura) da Prefeitura de Ribeirão pires foi alertada desde novembro do ano passado sobre as chuvas do início deste ano.

O documento foi enviado pelo vereador Amigão D’orto (PTC) depois de conversa com técnicos e engenheiros, que o alertaram das diversas irregularidades em vários pontos da cidade, e que poderiam causar riscos aos moradores. O documento, no entanto foi ignorado pelo secretário da pasta, Diogo Manera (PSDB), e nunca foi respondido. Manera é o responsável pela pasta desde o início da gestão de Kiko Teixeira (PSDB), e disputará ao cargo de vereador nas eleições deste ano.

No requerimento, o vereador questiona, sobre o mapeamento de áreas de risco, sobre desassoreamento de rios e córregos,, inundações e deslizamentos, e até mesmo planos de evacuação de famílias e residências em situação de riscos, como é o caso da residência, no Jardim Alvorada, que foi inundada diversas vezes por conta de problemas de infraestrutura em uma boca de lobo. Algo que poderia ter sido evitado se o documento tivesse sido analisado. Além disso, alagamentos também poderiam ter sido evitados.

Continua Após a Publicidade

A prefeitura de Ribeirão Pires, não respondeu nossos questionamentos, e se limitou a dizer que vem trabalhando em diversos pontos do município com serviços preventivos.